A CASEMIRO DECOR é uma empresa que trabalha com produtos para ambientação e humanização de projetos corporativos. Além disso, temos para oferecer diversos produtos de ambientação e humanização de escritórios e refeitórios.

Avenida Ápio Cardoso, 1285, Bairro Cincão, Contagem/MG.

atendimento@casemirodecor.com.br

(31) 3362-8762 | (31) 9 7162-6359

Blog

HomeHumanização empresarialTEMPERATURA NO INTERIOR DE CONTAINERS

TEMPERATURA NO INTERIOR DE CONTAINERS

O Brasil, como todo país tropical, é quente na maior parte do ano. Geograficamente, situa-se próximo à Linha do Equador, o que explica a grande quantidade de raios solares que atingem nosso território todos os anos. Por isso, possui temperaturas mais elevadas, o que gera preocupação quanto à temperatura no interior de um container, por exemplo.

Por ser construído com aço inox, um ótimo condutor térmico, a temperatura de um container depende diretamente do clima externo. Nesse sentido, tornou-se necessário desenvolver formas de se controlar a temperatura no interior dessas estruturas, mantendo-a sempre em um valor confortável. Assim, é possível utilizá-las mesmo em locais muito quentes, como o Brasil e outros países tropicais.

Tipos de containers

Para entendermos como é feita a regulação da temperatura no interior de um container, é preciso, inicialmente, conhecer os principais tipos de containers utilizados atualmente. Dessa forma, destacam-se os modelos seco e refrigerado, amplamente utilizados em todo o mundo com diversas funcionalidades.

Produzidos em aço inox ou alumínio, os containers refrigerados já contam com isolamento térmico e com um motor de refrigeração em sua composição original. Por isso, dispensam a utilização de métodos alternativos para controlar a temperatura interna, que varia de -30 a 30°C, conforme a necessidade da carga transportada. Dessa forma, tornam-se os modelos ideais para transporte de mercadorias como insumos alimentícios e sementes de grãos, por exemplo.

Por outro lado, os containers secos, conhecidos como dry, são modelos mais rústicos e tradicionais, fabricados a partir do aço. Em sua forma original, permanece quase sempre completamente fechado, pois possui apenas duas portas para carga e descarga de mercadorias – ou, atualmente, entrada e saída de pessoas, já que a utilização dos containers, hoje em dia, vai muito além do tradicional transporte marítimo.

Como regular a temperatura?

Como dito no tópico anterior, apenas os containers secos demandam a utilização de formas alternativas de controle da temperatura. Nesse sentido, é possível revesti-los com materiais específicos, voltados a esse fim, de forma a manter a temperatura em valores confortáveis. Dentre esses materiais, destacamos a fibra de vidro, a lã de rocha e o poliuretano injetado, que permitem o isolamento térmico do container.

1. Fibra de vidro: é um material compósito, produzido a partir de filamentos de vidro e resinas poliéster. Assim, apresentam excelentes propriedades mecânicas, uma vez que, além de isolamento térmico, confere maior resistência contra choques e impactos à estrutura do container.

2. Lã de rocha: colocada em todas as laterais e no teto dos containers, são aplicadas na forma de fibras. Além disso, possui uma vantagem relevante: não representa riscos de incêndio, já que é um material não-inflamável.

3. Poliuretano injetado: material utilizado no revestimento dos containers refrigerados, que oferece o máximo de qualidade e eficiência no quesito isolamento térmico. Por isso, estruturas como tanques de gelo e câmaras frigoríficas utilizam o poliuretano injetado em sua composição.

Outras opções para regulagem da temperatura

Além da aplicação de revestimentos, é possível controlar a temperatura no interior de um container de outras formas. Nesse sentido, vale ressaltar a utilização de persianas e de películas refletivas, que diminuem a incidência direta dos raios solares, amenizando o calor e deixando a temperatura mais confortável.

Além disso, é possível apostar na utilização de exaustores, que retiram o calor do ambiente, jogando-o para fora do container, e de lâmpadas fluorescentes, que consomem menos energia e não transferem tanto calor para o ambiente, sendo, por isso, conhecidas como lâmpadas frias.

A utilização de containers hoje em dia

Com o passar do tempo, a finalidade do uso de containers se modificou. Nesse sentido, tornou-se cada vez mais comum sua utilização como soluções modulares, que servem como base para a instalação de casas, estabelecimentos comerciais, cozinhas industriais e escritórios container, por exemplo.

Ainda que sua utilização com essas finalidades parecesse impossível algum tempo atrás, as diversas adaptações que surgiram a partir da evolução da tecnologia tornaram isso possível. Temos, como exemplo, as diversas opções existentes para se controlar a temperatura no interior de um container, mantendo-a sempre em um valor confortável para as pessoas viverem ou trabalharem.