A CASEMIRO DECOR é uma empresa que trabalha com produtos para ambientação e humanização de projetos corporativos. Além disso, temos para oferecer diversos produtos de ambientação e humanização de escritórios e refeitórios.

Avenida Ápio Cardoso, 1285, Bairro Cincão, Contagem/MG.

atendimento@casemirodecor.com.br

(31) 3362-8762 | (31) 9 7162-6359

Blog

HomeSem categoriaA HUMANIZAÇÃO DOS ESPAÇOS

A HUMANIZAÇÃO DOS ESPAÇOS

Atualmente, elaborar um projeto de um determinado espaço torna-se um verdadeiro quebra-cabeça. Deve-se unir diversas variáveis, buscando sempre o melhor resultado possível, considerando não apenas a estética do local, mas também sua funcionalidade e humanização.

Quanto a esse último ponto, destacamos que a humanização dos espaços tem se tornado uma grande tendência no mundo da arquitetura e do design de interiores. Não se trata apenas de fazer com que o ambiente se torne mais aconchegante, mas sim de projetá-lo conforme as pessoas que ali conviverão.

Por isso, trazemos, nesta semana, um artigo sobre a humanização dos espaços, em que desconstruímos a ideia de que a humanização é uma fórmula pronta. Nele, mostramos os verdadeiros objetivos por trás da humanização, mostrando, ainda, como se dá a aplicação dessa corrente e suas principais vantagens e benefícios.

O que é a humanização?

De forma geral, a corrente da humanização dos espaços defende que, em um projeto, não basta considerar a estética desejada e a funcionalidade do ambiente. Também é importante levar em conta a experiência das pessoas e a forma como elas se relacionam com o espaço, tornando-o mais humano.

Em projetos de humanização, devemos considerar o espaço como parte do ser humano, considerando os usos que cada um dará para aquele espaço. Dessa forma, percebemos que o objetivo central é tornar o ambiente agradável para as pessoas, mas, claro, sem perder as referências estéticas e a funcionalidade no dia a dia.

Nesse sentido, vale ressaltar que um bom projeto é aquele que consegue unir, de forma satisfatória, essas 3 vertentes: estética, funcionalidade e humanização.

A aplicação da humanização em um projeto

Como dito anteriormente, a humanização não é uma fórmula-pronta. Os arquitetos e designers de interiores, responsáveis pela condução desses projetos, não possuem uma lista com tudo o que devem utilizar para torná-los humanizados. Não se trata de padrões técnicos ou estéticos pré-determinados e aplicados universalmente.

Pelo contrário, deve-se considerar cada projeto individualmente. A humanização dos espaços deve contar com uma análise individual, considerando as particularidades de cada situação, como o tipo de projeto pretendido. Trata-se de uma loja? De um prédio comercial? De um espaço corporativo? Ou de uma casa de família?

As necessidades de cada um desses projetos são bastante diferentes, o que reflete nos projetos de humanização elaborados para cada caso. Como dissemos, a humanização considera a experiência das pessoas que utilizarão o espaço, buscando oferecer uma maior qualidade de vida e uma maior satisfação para todas elas.

Dessa forma, não há uma maneira única a partir da qual a humanização deva ser aplicada. É preciso analisar caso a caso, buscando alternativas que tornem os espaços mais humanos, considerando, sempre, as individualidades, os desejos e as necessidades de cada projeto, assim como o propósito e o uso específico daquele ambiente.

Por que humanizar os espaços?

Humanizar os espaços tornou-se uma tendência nos mais diversos setores e segmentos, especialmente no mundo corporativo.

De forma geral, podemos dizer que um ambiente mais humano proporciona um maior bem-estar e um maior conforto às pessoas que ali convivem. Muito além disso, porém, a humanização pode trazer diversos outros benefícios.

Consideremos, como exemplo, o mundo corporativo. Nesse setor, a humanização dos espaços pode ser usada para transmitir os valores da empresa aos funcionários, deixando-os alinhados à visão empresarial. Além disso, vale ressaltar o estímulo às relações interpessoais e a momentos de descontração e relaxamento, que tornam os colaboradores mais satisfeitos e, consequentemente, produtivos.

Os colaboradores são o principal ativo de uma empresa. Por isso, mantê-los satisfeitos e motivados torna-se essencial para toda empresa de sucesso, que se adapta às novas tendências, olhando para o futuro e se preparando para ele.